domingo, 11 de janeiro de 2009

Escrevendo um testemunho dinâmico para os leitores não-cristãos

A história de ANGIE


Testemunho pode ser uma ferramenta poderosa na comunicação cristã. Uma mulher jovem imaginária 'Angie' escreveu sua estória em três estilos diferentes:

  1. Principalmente para cristãos
  2. Completamente reescrito para não-cristãos
  3. Usando o estilo com uma característica de revista
A nota – isto não é um relato verdadeiro embora pode resumir a experiência real de muita gente – foi escrito para ilustrar o uso de técnicas na escrita. Por favor não o cite como fato! Quando você tem as três versões, compartilhe os seus próprios pensamentos em nossa página de comentários online.

Meu Testemunho – Como eu encontrei a Cristo e fui salvo

"Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida." (Joãe;o 8:12 )

Eu cresci em um lar cristão, mas não respondi ao chamado de salvação quando eu era criança. Estava sempre muito ocupada, querendo agradar a mim mesma – minha vida era desagradável ao olhos do Senhor. Era uma jovem tipicamente rebelde, e embora não tenha feito nada tão horrível, eu vivia para agradar a mim mesma. Eu provavelmente fiz com que os meus pais religiosos lamentassem por mim. Sem sombras de de vida eles oraram por mim todos esses anos. Quando tinha 17 anos, alguêm testemunhou a mim e então me convidou a um evento musical da juventude em uma igreja local. Ouvi o evangelho claramente atravês da pregação do líder do grupo de música. O que eu realmente nunca tinha entendido. O dia seguinte alguêm me deu um livreto, o Evangelho de João, e levei-o para ler em casa. Um passagem particularmente falou comigo – Jo 8:12. Realmente me senti convicta, que eu era uma pecadora e que Jesus tinha morrido para minha salvação. Então eu simplesmente orei a oração do pecador arrependimento e pedi a Deus que salvasse-me. Logo após eu encontrei uma paz maravilhosa e segura. Agora sei que eu estarei indo ao cêu pela graça de Deus. Eu quero serví-lo todo o tempo. Cada dia ê uma aventura maravilhosa enquanto leio minha Bíblia e descubro coisas da sua Palavra. Meu amigo, você tambêm deve se voltar pra Deus!

Crítica

  • Angie escreveu em um estilo que pode contar seu testemunho durante um culto na igreja. Ela não sabia que deveria escrever num estilo completamente diferente para se comunicar com não-cristãos.

  • Todas essas palavras familiares, evangélicas Cristãs e expressões estão destacadas em vermelho. Poucos não-cristãos as entenderá, especialmente porque ela não tentou explicar o significado das palavras. A qualquer um sem experiência de igreja, ê o mesmo que escutar a uma língua estrangeira. Para aqueles que estão online, para quem o português ê realmente uma linguagem estrangeira, ê impenetrável.

  • Não há detalhes pessoais sobre Angie. Como ela ê realmente? Quais são seus interesses? Ela não parece real. Como ela pensou e sentiu-se antes de se tornar uma Cristã? Há muito pouco para qualquer um se identificar com sua estória.

  • Tambêm não há nenhum detalhe sobre sua visita a reunião da juventude. E Felipe (vê Última versão) tornou-se um vago "alguém". Então estes acontecimentos não parecem reais.

  • Os não-cristãos estão interessados em saber se ela cresceu num lar Cristão? Ou teve pais 'religiosos'? Então o quê!

  • Os não-cristãos se identificaram com sua vida anterior, em ser 'desagradável ao olhos do Senhor', ou se ela acredita que está indo ao cêu? Estas não 'são necessidades sentidas em quase todas as culturas modernas.

  • Sua fê contribui em alguma coisa que possa ajuda-la em seu dia a dia? Ela não falou. Tudo que ela diz ê que a leitura da Bíblia ê divertida.

  • Começou sua estória com uma referência Bíblica – atê usou uma tradução antiga. Para o não-cristão, isto parece religioso e cerimonial.

  • 'Basicamente' e 'apenas' são palavras que preenchem mas não adicionam nada a estória.

  • O título ê 'clichê'. Muitos não-cristãos irão parar a leitura neste ponto.

  • A estória ê um bloco de texto. Necessita ser acabado em curtos parágrafos, e provavelmente um ou mais sub-títulos. Leitura fácil ê a chave.

  • Ela realmente quer servi-lo todo o tempo? Cada dia ê uma aventura maravilhosa? Lê sua Bíblia cada dia? Pode haver maravilhosos Cristãos em existência, mas eu nunca encontrei um. Angie está sendo 'muito bom para ser verdade' aqui? Parece verdadeiro? Ou ê um exagero 'evangelístico'? As legitimas linhas ê um apelo de um pregador que poderia funcionar num sermão ou num testemunho falado, mas em um item escrito soa como um apelo as emoções! Escrever para web (ou impressão) primeiramente deve se usar habilidades de um jornalista, não de um pregador.
Deus em sua misericórdia pode falar a qualquer um usando qualquer mêtodo. Mas os Cristãos podem falhar em comunicar, se eles tem por alvo uma audiência errada e usam palavras erradas. Quando Angie entendeu isto, ela conversou com Arif, que tinha habilidade para escrever e em comunicação. Ele destacou as edições e ofereceu ajuda para verificar e editar sua estória. Embora tinha um bom inglês, não era a sua língua nativa. Então foi capaz de indicar a Angie onde ela tinha usado gírias e construções de frases na qual seria confuso para um leitor que tem o inglês como segunda língua. Então ela humildemente sentou-se para reescrever . . .


Meu CD player quebrado

 write christian testimony Aaarh! Estava zangada? Eu derramei uma xícara cheia de cafê sobre meu CD player. Logo quando eu iria tocar meu novo álbum Mojos! Eu não vou escrever as coisas que eu disse naquele momento – eu quase joguei a xícara pela janela de tanta raiva!

Atê isto se tornou uma um ponto de virada em minha vida. A primeira coisa que fiz no dia seguinte foi desçer em nossa loja local de reparos de Micro HIFI. Felipe, o gerente era um amigo da nossa família. "Me dê dois dias," ele disse, "Será fácil." Quando me virei para abrir a porta, ele me chamou de volta. "Angie, nós teremos um musical especial amanhã a noite para os jovens na igreja. Eu imagino que você vai gostar." "Hum!" talvez. Eu realmente não gosto de reuniões de igreja, embora fui quando criança. Quis planejar a minha própria vida, estabelecer metas. Eu não precisava de ajuda – isso era para as pessoas velhas. Mas naquela noite, sem nenhuma música para escutar, nada de bom no rádio e na TV, eu comecei a pensar: Há mais para viver? Será que existe uma razão real para viver? Um caminho de real satisfação e alegria? Eu estava me sentindo muito vazia, desde que terminei com meu namorado Marcos há dois meses atrás. Senti que a música encheu o espaço vazio que estava dentro de mim. Mas você não pode escutar música todo o tempo!

Escondendo meu rosto

Então na noite seguinte eu fui atê a igreja, com o colarinho de meu casaco puxado envolta do meu rosto. Eu não queria ser vista ao entrar. A dinâmica do grupo de música foi boa, com um músico brilhante no teclado, embora não tenha gostado das canções escolhidas – os poemas líricos fizeram-me sentir desconfortável. Então o líder do grupo falou por 10 minutos no final. Nos contou como sua vida tinha ido morro abaixo devido aos vícios e a depressão. Foi aí que encontrou Jesus. ("Oh não, outro religioso esquisito" pensei.) Mas ele nos contou como Jesus tinha morrido por ele pessoalmente, e por cada um de nós. Explicou como Jesus era o seu melhor amigo, e que se sentiu verdadeiramente liberto pela primeira vez na vida. Ele não necessitou mais encher as lacunas da sua vida com álcool e drogas.

Enquanto eu andava de volta para casa passando pelas lojas, a minha cabeça parecia estar girando e girando. Eu não queria 'me render' a Deus. Mas poderia isso tudo ser realmente verdadeiro? No dia seguinte, corri para loja de Hi-fi em minha hora de almoço. "Tudo consertado," disse Felipe, "e você gostou da reunião?" "Sim, Legal," respondi, querendo estender a conversa. "Você gostaria de ler isto?" disse Felipe, dando – me um livreto pequeno. Ao anoitecer liguei o CD player, começou a tocar o meu novo álbum, e então achei o livreto que Felipe havia me dado ainda na caixa. Era o 'Evangelho de João' – parte da Bíblia. Comecei a ler desde o começo e fui atê o final. Tinha lido partes da Bíblia antes, mas nunca fizeram muito sentido para mim. Mas agora, era como se Deus estivesse falando diretamente comigo. Eu lembro especialmente de uma linha :

"Eu Sou a luz para o mundo! quem me segue não andará em trevas".
Sabia que eu não merecia seu amor pois minha vida têm sido completamente egocêntrica. Mesmo assim ele ainda me amou – enviou Jesus para morrer por mim. Ele queria que eu respondesse a isso, permitindo-o que mudasse a minha vida por inteiro. Com a minha cabeça descansando no CD player vazio, eu pedi a Deus que me perdoasse e ao entrar na minha vida a transforme. Prometi parar de viver a vida do meu jeito.

Aquela noite foi realmente um novo começo para mim. Me senti com um certo tipo de paz como nunca a tinha sentido antes,e uma luminosa felicidade. Os dias se passaram, eu lentamente aprendi mais sobre Jesus. Ele me ajudava, dia a dia a tomar decisões, resolver situações difíceis e entende outras pessoas melhor. A minha vida recebeu um novo significado.

Frequentemente olho para o meu CD player, estou tão contente que derramei cafê sobre ele!

Crítica

  • Angie começou com um incidente pessoal no qual podemos nos identificar com ela, assim capturou a nossa atenção.

  • O título tambêm captura nossa atenção, não citando nenhuma menção a religião.

  • Ela dá bastante detalhe da sua vida real – o álbum que comprou, sua reação ao derramar o cafê, o colarinho do casaco puxado para cima. Sem dificuldade, nós podemos visualizar estas cenas.

  • Usou a conversação real. Nós podemos facilmente retratar esta conversação na loja.

  • Porque parece 'real', ê mais fácil acreditar. Um bom novelista ou um produtor de filme cria os caracteres que parecem ser reais a nós, melhor que bi-dimensional. Em testemunhos, nós tambêm devemos ter por objetivo criar a realidade. O poeta Philip Larkin usou este como uma maneira de julgar a literatura. Sugeriu que nós poderíamos julgar se um personagem era real se perguntássemos – "Eu me importei?" com o que aconteceu a pessoa.

  • Não usou nenhuma palavra como gíria ou jargão. As únicas palavras Cristãs relacionadas são 'igreja', 'Deus', 'Jesus', 'Evangelho' (no sentido de um evangelho impresso – e isso foi definido), e 'Bíblia'. Não obstante, dentro de sua escrita, explicou 'Evangelho', 'graça', 'arrependimento', e um relacionamento com Deus.

  • Manteve-se ao cumprimento da sentença razoavelmente curto com construção fácil do verbo e da sentença. Sua história é consequentemente acessível, mesmo para um pessoa que tenha Inglês como segunda língua na Internet.

  • Usou algumas palavras da Bíblia, mas no contexto da história. Evitou a palavra cristã 'verso', e decidiu também não mencionar a referência, embora poderia ter feito assim. (Muitas pessoas não estão familiarizadas com estes termos.) As citações são de uma tradução moderna. Em qualquer tradução bíblica Você pode optar em estudar para uma melhor compreensão, ou necessidades no evangelismo ê preciso ser uma versão moderna fácil de ser entendida. Uma página da web pode também ligar diretamente a um único verso, ou a um grupo de versos, ou ao capítulo na Bible Gateway (Bíblia Online).

  • Deliberadamente não mencionou se estava ainda na escola ou no trabalho. Desta maneira, sentiu que uma escala maior de pessoas poderia se identificar com sua história. Porêm seria uma opção para dar mais detalhes sobre seu passado, família, educação, talvez estes fatos fariam parecer mais 'real' sua estória.

  • Quase todos podem se identificar com o rompimento de um namoro.

  • Note que ela não a diz que 'orou' – uma palavra que tem significado diferente para muita gente; ela apenas 'perguntou'. Um pequeno detalhe ao por sua cabeça sobre a caixa de CD faz com que isto pareça mais real. Nós podemos imagina-la fazendo-o.

  • Decidiu-se não usar o termo 'Senhor' para Deus (como fêz na primeira versão), porque ê um termo geralmente usado por Cristãos e talvez não incomodaria ninguêm. Um outro escritor pode ter uma idéia diferente.

  • Decidiu-se sabiamente não colocar em maiúsculo 'ele' e 'seu' com relação a Deus, porque isto lhe parece religioso.

  • Angie gastou muito tempo na edição e revisão do seu primeiro esboço, com a ajuda de Arif e de um outro amigo. De fato isto tomou muito mais tempo do que escrever o artigo original. Ela ficou espantada ao descobrir que o seu artigo final tinha metade da quantidade de palavras do seu primeiro esboço!

  • Ele poderia ter usado 'uma linha' debaixo do título para escrever seu nome, similar á primeira linha na versão abaixo.
Uma terceira maneira de escrever este testemunho seria o estilo de uma revista, 'usando a terceira pessoa' com o discurso citado. Assim Angie conversaria com Elizabeth, que trabalha em um Jornal local. E juntas, elas fizeram esta curta versão . . .


O cafê e CD player não se misturam

 write christian testimony testimonies
Angie Ferrand, 17, ê um estudante dos gráficos de Millstown, Panavia. A escritora Elizabeth Odobo se encontrou com ela para ouvir a história.

Angie Ferrand está contente por ter derramado cafê sobre o seu estimado CD player! "Foi um ponto de mudança em minha vida," ela reivindica. Mas ela ficou realmente irritada naquele momento.

Ela tinha retornado para casa da faculdade, ansiosa para tocar o seu novo album Mojos. Na correria em ligar, seu copo cheio de café derramou bem em cima da máquina. "Não escreva o que eu disse depois do acontecido," ela riu.

No dia seguinte uma visita a uma loja de reparo hi-fi que originou um encontro com o amigo da família Felipe Mateo, técnico da loja. Felipe também ajuda no trabalho da mocidade na igreja da cidade. "Eu mencionei a Angie que nós teríamos um encontro da mocidade no dia seguinte com a banda chamada Dinamite," ele relembrou. " Mas Angie não parecia animada para dar uma chegada lá."

Externamente, Angie era uma estudante bem sucedida. Mas tem se sentido muito vazia desde que desmanchou com Mick, seu namorado depois de um ano de namoro. Uma noite com nenhuma música para apagar a dor sentiu-se forçada a pensar sobre a vida. Será que teria algum significado real?

Na noite seguinte, ela relutou para ir ouvir a banda. Tentou cobrir seu rosto com o colar do seu casaco, não querendo ser vista pelos amigos em algum lugar 'religioso'. "Eu não quis que ninguém se risse de mim na faculdade," diz.

"Eu fui para casa com minha cabeça girando"
Dinamite era vívido e talentoso. Por outro lado as músicas líricas fizeram com que ela se sentisse incomodada. Então João, líder da banda, falou por 10 minutos. Ele compartilhou como sua vida era uma bagunça real de vícios e de depressão. Mas Deus entrou e transformou sua vida completamente. "Disse-nos como Jesus tinha morrido para cada um de nós. Eu nunca tinha compreendido isso antes," diz Angie. "Eu fui para casa com minha cabeça girando."

De volta a loja de reparo no dia seguinte, ela não quis falar sobre o concerto com Felipe. Mas ele lhe deu um livreto pequeno para levar para casa, o livreto estava na caixa do CD player. Era uma parte da bíblia – 'Evangelho de João'. Com seu CD funcionando novamente e seu album novo no volume mais alto, sentou-se para ler o livreto. Embora tinha lido partes da bíblia antes, nunca lhe fez sentido. Desta vez, foi diferente. Era como se Deus estivesse falando em cada página. Uma linha que relembra particularmente ê: "Eu sou a luz do mundo. Quem me segue, nunca andará em trevas mas terá a luz da vida."

"Com a cabeça na caixa eu entendi que eu não merecia seu amor, e estava vivendo uma vida completamente egocêntrica. No entanto ele me amou de tal maneira, que enviou Jesus para morrer por mim. Ele queria que eu respondesse a este amor, e desse permissão para mudar minha vida por completo." Angie apenas colocou sua cabeça na caixa do CD e pediu a Deus que a trasformasse, perdoasse, e entrasse em sua vida. Ela prometeu parar de viver a vida de sua maneira.

Fez alguma diferença? "Sim," diz Angie. "Eu encontrei Deus ajudando-me de modo prático. Os problemas foram mais fáceis de resolver, e eu pude relacionar-me muito melhor com as pessoas. Há esta paz interna que nunca tive antes. Agora me sinto aceita e não só como antigamente."

Crítica

  • Este estilo também funciona bem. Podia ser usado numa web-site, em um folheto, boletim da igreja, ou qualquer mídia impressão.

  • Detalhes pequenos novamente são usados para fazer acontecimentos parecer reais.

  • As citações na segunda pessoa adicionam interesse e retrocedem a verdade do relato.

  • Embora Angie pudesse por a sua própria estória em 'terceira pessoa' formato, foi mais fácil para outra pessoa entrevista-la e ao Felipe, e criar uma reportagem com estilo de uma revista.

  • Novamente, nenhum vocabulário Cristão foi usado a não ser 'Deus', 'Jesus', 'Bíblia', e 'Evangelho' (no sentido de um livreto imprimido – do qual foi definido). A palavra 'testemunho' cuidadosamente foi evitada.

  • Mostra que a sua fê ê benéfica, sua vida ê de modo prática do qual um não-cristão tambêm desejaria. Ela talvez poderia ter dado mais detalhe sobre isto.

  • A reportagem evita o uso excessivo de uma linguagem emocional, pregação, exagero, ou retratar a Angie como um anjo perfeito! Os leitores são deixados com um espaço e liberdade para fazer a própria avaliação da estória. I Pedro 3:15, 16 enfatiza o uso de sensibilidade quando compartilhamos o Evangelho com outros:
    "Estejam sempre preparados para responder a qualquer que lhe pedir a razão da esperança que há em vocês. Contudo, façam isto com mansidão e respeito, ..."
  • A foto de 'Angie' adiciona grandemente a nossa capacidade de se identificar com sua estória. Os jornalistas contam-nos que isso ê ideal, uma foto sempre deve ter um título ou uma pequena explicação embaixo dela.

  • ê recomendado ter uma prática jornalística, somar para cima um relato inteiro nas primeiras duas frases. Sugerimos que para um depoimento, ê melhor revelar a conversão real gradualmente. Entretanto, ê bom começar com um acontecimento chave, algo que ê priorize ao relato.

  • Uma página online de testemunho pode incluir uma versão audível – idealizada no formato de RealAudio. Necessariamente não precisa ser igual ao texto. A versão falada poderia ser um resumo curto, dando material adicional sem ser na web-page, ou contando a estória de uma maneira diferente para complementar a versão escrita.

É a sua vez!

Qual versão da estória de Angie que você preferiu? Como melhoraria a estrutura e o formato? O que você teria colocado? Tirado fora? Que título atrativo você usaria? Você pode fazer melhor do que o nosso!

É um desafio escrever de uma maneira que comunique claramente aos não-cristãos, despertando neles uma sensação de necessidade:

"Se você quer construir um navio, não insista continuamente que os homens juntem a madeira, divida o trabalho, e dê as ordens. Ao contrário, ensine-os a ter um interminável desejo pelo mar."
- Antoine de Saint Exupery

Esta página está disponível como os direitos autorais-free artigo de 3000 palavras para usar em qualquer publicação Cristã imprimida, material de pesquisa de faculdade, etc.

FONTE DESTE ARTIGO: http://www.internetevangelismday.com/historias.php







COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Gostou? Compartilhe com seus amigos. E para receber as atualizações do Blog, com textos como esse, cadastre gratuitamente agora seu Email. Sempre que novos textos forem publicados você receberá em seu Email um aviso. Muito obrigado pelo apoio.

Delivered by FeedBurner

---------------------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigado pela participação no Blog. Jesus te abençoe.
Você pode comentar usando o Facebook no campo acima, ou comentar usando uma conta do Google aqui :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...