segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Motivações Equivocadas

Dominicalmente nos reunimos neste santuário com o propósito de cultuar a Deus com intenções verdadeiramente bíblicas. Mas, infelizmente, muitos participam dos cultos com motivações distorcidas e equivocadas.
Alguns participam por causa da tradição familiar. Dizem: “Se todo mundo vai, eu também devo ir à igreja”. São pessoas habituadas a frequentar os cultos e nunca questionaram as verdadeiras necessidades do culto público; raramente faltam aos cultos. Elas jamais pensam em sair da igreja porque tal suposição é quebrar toda a tradição religiosa herdada pela família. Mas, quando são questionadas sobre os motivos bíblicos para vir à igreja, essas pessoas não sabem responder.
Outras participam porque receberam algum cargo e se sentem obrigadas a cumprirem com suas responsabilidades. Talvez se não houvesse cargo na igreja, elas não viriam, pois participam do culto pela obrigação, mas estão emocional e espiritualmente longe do verdadeiro espírito do culto.
Existem aquelas, também, que participam para serem abençoadas. Ao receberem a bênção esperada, saem da igreja e só voltam quando estão novamente com alguma necessidade. Essa motivação promove uma geração de ex-membros.
Há aquelas que participam dos cultos porque têm medo do castigo de Deus. A imagem que elas carregam de Deus é a de um “deus” ditador, tirano. Esse “deus” tem obrigado muita gente a vir ao templo pelo medo do castigo.
E, infelizmente, cresce o número das pessoas que participam dos cultos com a motivação do entretenimento. São aquelas que gostam de uma programação especial, atraente, diferente.
Quando há oração, leitura bíblica, adoração, pregação da Palavra de Deus, comunhão dos irmãos, o culto é tachado de chato. E, pensando estar no programa de auditório, conversam, riem, atendem celulares, brincam com os amigos, compartilham histórias etc.
A reunião no santuário se torna um programa de entretenimento, num clube social , ou num parque de diversão, ou numa festa gospel. O culto a Deus é reduzido ao prazer da diversão, descontração do ambiente e conversa com os amigos. Para essas pessoas, se houve entretenimento, o culto foi uma bênção.
É interessante notar que essas motivações equivocadas, fora dos padrões bíblicos, abrem espaço para meditarmos sobre conceito bíblico de culto, religiosidade, identidade e missão da igreja, ministério e nossa visão do caráter de Deus.
Concluo com essas perguntas: por que você vem à igreja? qual a motivação que leva o irmão a sair de casa e se reunir no culto a Deus?
Pense nisso!  

Pr. Arlécio Franco Costa 
Pastor da Igreja Batista do Barro Preto-BH (http://www.ibbp.org.br/)

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Gostou? Compartilhe com seus amigos. E para receber as atualizações do Blog, com textos como esse, cadastre gratuitamente agora seu Email. Sempre que novos textos forem publicados você receberá em seu Email um aviso. Muito obrigado pelo apoio.

Delivered by FeedBurner

---------------------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigado pela participação no Blog. Jesus te abençoe.
Você pode comentar usando o Facebook no campo acima, ou comentar usando uma conta do Google aqui :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...