sábado, 3 de março de 2012

Candidatos, mantenham a religião fora das campanhas!!!

Esse ano tem eleições no Brasil. E será mesma história de sempre: candidatos usando o nome de Deus para ganharem votos. Nos EUA isso acontece também, por isso vários grupos decidiram fazer campanha contra isso. Leiam a matéria:

A Liga Anti-Difamação, o Comitê  Batista para Liberdade Religiosa,e a InterFaith Alliance divulgaram uma "declaração de princípios" sobre a religião em campanhas políticas, deixa que o candidato que disputa um cargo sinta a vontade para explicar a sua convicção religiosa para os eleitores, mas também coloca alguns limites.
A chamada foi aprovada por 14 grandes ministérios Cristãos, muçulmanos, judeus, hindus e sikhs,e pede para os candidatos:
  • Tentar cumprir o propósito da América, procurando servir e ser sensível a toda a gama de componentes, independentemente da sua religião.
  • Conduzir suas campanhas sem recursos, aberta ou implícita,  com base na religião.
  • Rejeitar apelos ou mensagens aos eleitores que transmitam preconceito religioso, ou estereótipos.
  • Envolver-se em vigorosos debates sobre questões importantes,sem estimular a divisão do eleitorado em diferentes correntes religiosas, ou entre os eleitores que se caracterizam como religiosos e os eleitores que não se declaram religiosos.
"Os candidatos precisam entender que eles servem pessoas de outras religiões e sem fé. Recorrendo à linguagem religiosa que define as pessoas de fé contra pessoas que não tem fé, causa uma discórdia religiosa ", disse Brent J. Walker, diretor executivo do Comité  Batista para Liberdade Religiosa, em um comunicado.

Fonte: Huffingtonpost


Em 2010 publiquei um artigo  com vários textos do site Sojourners coloco aqui novamente pra poder abrir a mente dos evangélicos do Brasil:

" O Site Sojouners, publicou alguns artigos, que achei interessante e vou compartilhar com vocês.A Missão do site Sojouner é articular o chamado bíblico para a justiça social, esperança inspiradora e construir um movimento para transformar indivíduos, comunidades, a Igreja e o mundo.

Igrejas e eleições:o que fazer e o que não fazer

Nas  últimas semanas, como parece acontecer a cada eleição ano, ambas as partes, juntamente com alguns pastores e igrejas estão se esforçando (ou quebrando) os limites legais na campanha eleitoral partidária.  No último domingo antes do dia das eleições, essas atividades devem se intensificar.   A regra IRS criada em 1954 é que as organizações isentas de impostos, incluindo igrejas, estão "absolutamente proibido de participar direta ou indiretamente, ou intervir em, qualquer campanha política em nome de (ou em oposição a) qualquer candidato a cargo público eletivo. "Isso não impede os pastores de superar uma série de questões públicas, incentivando os membros a votar, ou outras atividades não-partidárias eleitorais"
A Conferência dos Bispos Católicos dos EUA apresentou um resumo útil de Fazer e Não Fazer . Embora voltadas especificamente para as paróquias católicas, as orientações também são válidas para outras igrejas e pastores.  Um resumo simples é
        
O QUE FAZER:
  •   Abordar a dimensão moral e humana das questões públicas.
  • . Ensino e ações da igreja em uma ampla gama de questões.
  • Aplicar valores cristãos com a legislação e questões públicas.
  •  Incentivar os membros a responsabilidade do cristão em uma democracia e incentivá-los a votar.
O QUE NÃO FAZER:
  •   Aprovar ou rejeitar candidatos a cargos políticos.
  •   Contribuir com dinheiro dos fundos da igreja para candidatos ou partidos.
  •   Distribuir material de campanha partidária, sob os auspícios da igreja.
  •   Convidar apenas os candidatos "aprovados" para visitar a igreja.
  •   Fornecer o seu mailing list ou instalações específicas para os candidatos ou partidos. 
Duane Shank é conselheiro sênior da política na Sojourners

 
Estamos cansados de anúncios de ataque

Caro candidato, partido Organização, ou qualquer comissão que  estão contribuindo para os anúncios  políticos que inundaram a minha TV:Dê a todos  uma pausa! Estamos cansados dos ataques, as insinuações, as mentiras deslavadas e as profecias da desgraça, se o outro candidato for eleito. Há uma semana  antes da eleição. Em vez de encher as ondas com os anúncios, que tal você dar a todos uma oportunidade para limpar a cabeça e pensar um pouco? Eu tenho certeza que você já disse tudo o que tem a dizer e fez todos os argumentos que você pode fazer. As únicas coisas que os anúncios negativos e robocalls(telefonemas gravados que recebemos)estão realizando neste momento são muito chatos e muito desperdício de dinheiro.

Toda vez que vejo uma propaganda negativa estes dias, eu acho uma coisa: Que desperdício! Nestes tempos econômicos difíceis, eu acho um desperdício o dinheiro  gasto para jogar lama no outro lado.  Na verdade, isso me dá uma idéia: Todos vocês que insistem em fazer argumentos sobre porque não devemos confiar no outro lado com o dinheiro de nossos impostos - mostre que é responsável com o uso do dinheiro agora.

Há muitas famílias sofrendo lá fora agora. Se você quer nos fazer crer que você vai ajudá-los depois de ser eleito, que tal você começar agora?Veja New Hampshire, por exemplo, O uma pessoa informou que US $ 21 milhões serão gastos na corrida por uma vaga no Senado durante as primárias e a eleição geral -.e que é uma estimativa conservadora. Para colocá-lo em perspectiva, acrescenta-se a 15,85 dólares por habitante, ou 33,23 dólares por cada eleitor .Esse dinheiro é suficiente para enviar a todos os desempregados  de New Hampshire um cheque de 555 dólares ou alimentação de 1.000 famílias sem-teto de quatro pessoas, para 14 anos e 8 meses.
Em todo o país, os gastos  dos candidatos da Câmara e Senado vão ultrapassar US $ 2 bilhões. Com uma semana para a eleição, já está em US $ 258 milhões.  Quantas crianças com fome poderiam ser alimentadas? Quantas pessoas desempregadas poderiam ser ajudadas com esse dinheiro ?
Jim Wallis 

VALE A PENA LEMBRAR

E como um cristão dedicado à justiça social, eu acredito comício de sábado foi um lembrete de que, enquanto o engajamento político é importante, o que mais importa em uma base diária é a forma como vivemos a verdade bíblica - como nós mostramos o amor de Deus uns aos outros, incluindo aqueles com quem discordamos.   Aqui está o que eu vou lembrar:
1. Nós precisamos de verdade e de civilidade . Devemos começar com este compromisso, a fim de concordar e discordar em amor, enquanto não demonizar o "outro".
2. Não somos mais "direita versus esquerda". Nós não vivemos nossa vida diária como republicanos ou democratas, mas como cristãos que juram lealdade a um mestre maior.
3.  Nós somos radicais proféticos, não extremistas. Como cristãos, a nossa mensagem e exemplo de Jesus é subversivo, mas é baseado na esperança radical e reconciliação, não de violência e medo.
4. Precisamos rirmos juntos. Enquanto a política é importante, e os tempos estão difíceis, poderemos ficarmos loucos, se esquecermos de dar  para o alívio cômico.
5. Temos de saudar o conflito. Ser assertivo inclui músicas ao invés de gritar, com uma compreensão de que o conflito é normal.
Vamos sempre ter conflitos.  Então nós, como cristãos devemos ser modelo para nossos líderes políticos e tecnocratas mediáticos, fazer uma  narrativa espiritual que é produtivo e pacífico.
  "Nossos valores e princípios  formam o alicerce que nos sustenta enquanto fazemos as coisas, não as barreiras que nos impedem de fazer as coisas acontecerem", disse Stewart.
  E embora o dia da eleição é importante, o que mais importa é a forma como trabalhamos juntos para fazer as coisas a cada dia - e como nós amamos uns aos outros no processo.

Sheldon C. Bom é um ex-estagiário Sojourners. Ele é editor-assistente de menonitas Weekly Review e blogs de O Mundo Juntos .

Fonte de onde tirei esse texto: http://www.sojo.net/ 


Leia também: A Bíblia não é um Manual de políticas Públicas 




Caro Evangélico, peço que divulgue esses textos para seus amigos. Não podemos deixar pastores usarem o púlpito da Igreja como palanque eleitoral. Se voce também quer que parem de usar a Igreja Evangélica como curral eleitoral divulgue esse texto, no Facebook, e também pelo Twitter.


COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Gostou? Compartilhe com seus amigos. E para receber as atualizações do Blog, com textos como esse, cadastre gratuitamente agora seu Email. Sempre que novos textos forem publicados você receberá em seu Email um aviso. Muito obrigado pelo apoio.

Delivered by FeedBurner

---------------------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigado pela participação no Blog. Jesus te abençoe.
Você pode comentar usando o Facebook no campo acima, ou comentar usando uma conta do Google aqui :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...