sexta-feira, 23 de março de 2012

Pastor que não acredita na ressurreição física de Jesus vai celebrar Páscoa em uma mesquita.

Um plano de realização de um culto de Páscoa em uma mesquita em Sacramento, Califórnia, está causando polêmica entre a comunidade cristã da região.

Alguns estão elogiando o evento, especialmente a generosidade da comunidade muçulmana por fornecer um lugar para o grupo de cristãos que precisavam de um espaço, como uma expressão do respeito mútuo entre muçulmanos e cristãos.

 "Eu sei que eu não acredito na ressurreição física de Jesus, mas eu acredito que seu espírito subiu e seus ensinamentos são muito válidos e transformadores",disse o reverendo Michael Moran, ministro sênior do The Spiritual Life Center. Sua Igreja vai realizar todos os seus cultos  da Páscoa em uma mesquita de propriedade da Sacramento Area League of Associated Muslims (Salam).

 A igreja faz parte do movimento da Unidade, fundada por Charles e Myrtle Fillmore em 1889, que tem crenças que não estão em consonância com a doutrina cristã tradicional. Seu ministério envolve o controverso "um só Deus, muitos caminhos"  e desejos para criar paz e harmonia entre todas as religiões do mundo. Embora eles vêem Jesus como um grande professor, eles não veem Jesus como o único caminho para a vida eterna.

 Quando perguntado por que então ele estava preparando um culto de Páscoa em abril, que celebra um novo nascimento para uma esperança viva através da ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, ele respondeu: "Eu acho que há muitas maneiras de olhar para isso."
Enquanto muitos dos membros da sua igreja acreditam na ressurreição física de Jesus, ele não acredita.
"Creio que foi uma  ressurreição espiritual e que é um símbolo do que todo mundo faz quando se elevam acima das velhas crenças e que todos nós podemos ter uma experiência de ressurreição pessoal sempre que vencemos o mundo".

  "No Culto de Páscoa Vou mencionar que existem muitas crenças diferentes em nossa congregação. Que existe a crença  física, e também os que olham para a história como uma metáfora para a ressurreição pessoal e que Jesus nos mostrou uma maneira diferente de viver a vida."

Professor Erik Thoennes, cadeira de Estudos Bíblicos e Teológico na Biola University, no entanto, afirmou que "um culto de Páscoa, onde a ressurreição física de Cristo não é pregada, não é um culto de Páscoa em qualquer sentido, biblicamente ou historicamente."
"Uma Igreja que não segue a Cristo ressuscitado não é uma igreja verdadeira".

O Reverendo Michael Moran disse que a idéia de realizar os serviços de Páscoa na mesquita de SALAM  começou com uma visão. "Em meu sonho, enquando estava dormindo, quando eu estava lutando com esse problema de não ter um local pra celebrar o culto, eu realmente vi um jornal no meu balcão da cozinha que estava escrito 'Páscoa na mesquita", e eu pensei,' Oh,isso isso nunca vai acontecer ", mas quando amanheceu, eu estava dirigindo para o trabalho e essa visão ficou na minha mente.

 "Liguei para o meu amigo Dr. Metwalli B. Amer, que co-fundou a SALAM, e lhe perguntei se a minha Igreja poderia usar seu edifício para adorar durante a Páscoa".
Amer, professor emérito da Califórnia State University pediu a Moran para dar-lhe algum tempo para pensar e orar sobre isso. Depois de alguns dias, ele ligou de volta e disse que a SALAM adoraria recebêr a sua igreja, e sua congregação poderia usar suas instalações durante a Páscoa, sem nenhum custo.
"Nós estávamos totalmente preparados para pagar e ele disse: 'este é o nosso presente para você. Você está em necessidade, você não tem um lugar e nós temos, e a hospitalidade faz parte de todas as nossas grandes tradições espirituais, por favor ,voces são nossos convidados".

 Quando perguntado como Moran consegue conciliar  muitas de suas crenças com o que estava na Bíblia, que ele ensina junto com de outras escrituras religiosas aos domingos, o pastor disse: "Eu não acredito que a Bíblia é a inerrante Palavra de Deus. Eu acredito que ao longo dos anos ela foi mudada, politizada, mas acredito que na Bíblia existe uma verdade, e há também uma série de distorções na mesma. "
Seleção de passagens que incidem sobre os ensinamentos de Jesus de amor, generosidade, aceitação e perdão, Moran escolhe falar em "escrituras bonitas de amor", e não de ódio e condenação.
Em relação à vida após a morte e do céu, ele ensina que não importa qual sistema a pessoa acredita, seja  no céu ou na reencarnação ", onde você vai e o que acontece com você é determinado pela forma como você vive sua vida agora."

 "Eu confio que tudo o que está esperando por mim será bom e que ele será tão bom quanto eu sou capaz de viver agora em minha vida diária. Se eu posso ser mais semelhante a Cristo, então eu não acho que tenho que me preocupar com o futuro. "
O Professor Erik Thoennes rejeitou essas opiniões. "Um pastor que redefine a fé cristã para se encaixar com as sensibilidades contemporâneas, em vez de seguir todo o conselho da palavra de Deus, não é pastor, mas um falso mestre."
"Vivemos em uma época onde as pessoas sentem uma grande liberdade para usar as palavras pesadas com conteúdo insípido", concluiu. "[Moran] pode chamar a si mesmo um cristão, mas Jesus ainda consegue definir o que o cristianismo realmente é."
"Tolerância sem verdade é profundamente desamor. Cristo nos disse para falar a verdade em amor, e fazer discípulos de todas as nações. "
Por Eryn Sun 
 Christian Post


COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Gostou? Compartilhe com seus amigos. E para receber as atualizações do Blog, com textos como esse, cadastre gratuitamente agora seu Email. Sempre que novos textos forem publicados você receberá em seu Email um aviso. Muito obrigado pelo apoio.

Delivered by FeedBurner

---------------------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigado pela participação no Blog. Jesus te abençoe.
Você pode comentar usando o Facebook no campo acima, ou comentar usando uma conta do Google aqui :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...