quarta-feira, 21 de março de 2012

Você se lembra do momento exato de quando você foi salvo?

27 de outubro é uma data importante para mim.

Naquele dia, muitos anos atrás, eu era um jovem garoto andando sozinho sob um céu estrelado na minha cidade de Biloxi, Mississipi, eu estava lutando com quem eu era e o que iria fazer da minha vida. E ali, olhando para o firmamento do espaço lá em cima, eu pedi ao SENHOR que me perdoasse, e me levasse para onde quer que Ele fosse. O Evangelho não era novo para mim, e os ensinamentos de Jesus não eram novidades para mim. Anos e anos de Escola Dominical e União de Treinamento e Escolas Batistas Bíblicas de Férias ,eu participei de tudo. Mas, de alguma forma, eu sabia naquele momento que o ponto central de todas essas coisas era verdade: o Evangelho. Era como se eu ouvisse uma voz.

A razão de eu escrever isso é porque minha história não é nada igual a da maioria dos cristãos que eu conheço, e muitos se sentem culpados por isso. Muitos acreditam que se eles realmente têm abraçado o Evangelho, tem que ter um momento, uma data, que eles possam apontar como o instante em que passaram do reino das trevas para o reino da luz.

Às vezes, nossas igrejas reforçam este mal-entendido. Pregadores falam sobre a certeza da salvação como se fosse simplesmente lembrar uma experiência passada. As pessoas que  permitimos darem testemunhos em nossas igrejas e em nossas publicações, todas parecem ter uma história dramática para contar.

 Isso não é o que o Evangelho diz.

Em nossa cultura, fazemos festa pra celebrarmos os aniversários. Outras culturas não. Eu poderia te perguntar agora: "Quando você nasceu", e você provavelmente poderia me dizer a data, mês e ano. Mas como você sabe disso? É porque havia pessoas lá, geralmente seus pais, que poderiam lhe dar essa informação. Você não se lembra quando nasceu, o momento do parto (e isso é provavelmente uma coisa muito boa).

Outras pessoas, em outras culturas, em outros momentos, não reconhecem datas, mas as estações. Eles podem não saber o dia no calendário semanal ou o ano no calendário solar que nasceram. Mas será que eles se perguntam se estão vivos? Claro que não. Como você sabe se você  na verdade nasceu? Você olha pra você mesmo e pode ver que está vivo ... agora.

Não é por acaso que Jesus compara a entrada no Reino de Deus ao nascimento físico. Há uma espécie de impotência que experimentamos na biologia e história dos nossos nascimentos. Ninguém pode se gabar de um parto fácil. Ninguém deve se sentir culpado se  nasceu de uma cesariana. O importante é que você está aqui.

O mesmo é verdadeiro para o Evangelho. Alguns de vocês foram levados a Cristo de maneira repentina  e dramática,talvez você "levantou a mão" em um apelo. Talvez no passado você era uma prostituta ou um bêbado ou um senhor da guerra, mas deu lugar a uma direção radicalmente diferente, como um discípulo. Nisso, sua situação é bastante semelhante a do apóstolo Paulo. Outros de vocês, embora salvos  em algum ponto no passado, não são capazes de identificar esse momento. Sua memória é de uma realização lenta do Evangelho, e você não pode necessariamente identificar quando você se converteu durante esse tempo. Sua situação parece mais a de Timóteo, discípulo de Paulo.

É importante marcar as datas, como formas de inspiração e pra dar ação de graças. Se você sabe quando você se encontrou com Jesus, guarde essa lembrança em sua mente e seja grato. Se você não se lembra do momento exato, seja grato pela a vida em Cristo e marque outras datas, quando ele se mostrou verdadeiro e fiel a você.

 A questão crucial não é se você se lembra quando Jesus tirou você das trevas. Talvez você estava quase inconsciente. O aspecto fundamental é se você ouve a sua voz, talvez em algum lugar lá fora no escuro, na frente de você, te chamando para a frente, agora.

 Russell D. Moore é reitor da escola de teologia na Southern Baptist Theological Seminary, em Louisville, Kentucky
 

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Gostou? Compartilhe com seus amigos. E para receber as atualizações do Blog, com textos como esse, cadastre gratuitamente agora seu Email. Sempre que novos textos forem publicados você receberá em seu Email um aviso. Muito obrigado pelo apoio.

Delivered by FeedBurner

---------------------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigado pela participação no Blog. Jesus te abençoe.
Você pode comentar usando o Facebook no campo acima, ou comentar usando uma conta do Google aqui :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...