domingo, 5 de agosto de 2012

A Solidão do Goleiro

Raramente são elogiados, e quase sempre são  responsabilizados pelos erros.

Por definição, goleiros fazem um trabalho que é diferente de todo mundo ao redor deles.Ele é completamente vital para o time, é muito treinado , e ainda assim todo mundo está fazendo algo completamente diferente dele. E eles estão normalmente fazê-lo a alguma distância.
Eu admito que eu sei muito pouco sobre futebol, mas eu não acho que você tem que saber muito sobre "o jogo bonito"  para perceber "o fenômeno goleiro" na vida cotidiana.
Por exemplo, eu fui uma vez um gerente de cinema, e depois de um tempo, percebi que este fenômeno estava vivo  entre os funcionários. Porque cada cinema tinha um tipo de goleiro. A única pessoa cujo trabalho era completamente diferente de todos os outros, e que era um pouco louco, como resultado.
Essa pessoa era o projecionista.
Isso foi no tempo dos pré-digitais, old-school dias de projeção, é claro. Quando o projecionista era do tipo que se sentava em sua cadeira sozinho por horas, juntos aos filmes de bobinas, projetando-os, e depois emendando-os separados novamente.
Eu trabalhei com vários projetistas e eram, homens (e eram sempre homens), tipos estranhos.Como goleiros, eles eram isolados, seu trabalho era diferente de todos os outros, eles mantinham um certo poder que era só deles - e, como resultado, todos eles eram um pouco maluco. Tão malucos, na verdade, que o seu amor pelo poder ( e eu levei um tempo para perceber isso) às vezes, levou-os deliberadamente a sabotar as coisas tecnicamente, porque eram os únicos que tinham o conhecimento e habilidade para, em seguida, corrigir a situação. O resto de nós sabia como vender bilhetes, servir pipoca e descontar no final do dia - mas apenas os projetistas sabia como salvá-los.
Eu achava extremamente irritante às vezes, é claro, mas também estranhamente fascinante. E lembrei-me de saber que Albert Camus, o estranho que escreveu The Outsider, foi um goleiro, e, como todos nós, eu assisti o ex-goleiro David Icke ir de apresentador de esportes ,a um polemico e criticado teórico de conspirações e ser chamado de louco.E de repente, o estranho comportamento destes projetistas isolados parecia fazer algum tipo de sentido.
Como a entrada da Wikipedia  sobre sua infância de  Icke:
"Ele jogou no gol, que ele escreve que despertou o solitário nele e deu-lhe um sentido de viver no limite entre o herói e o vilão."
Os projetistas com quem trabalhei foram solitários, vilões e, por vezes por eles mesmos - os heróis.
Olhe ao seu redor: Aposto que há um goleiro em seu local de trabalho, também.
Andrea Mann

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Gostou? Compartilhe com seus amigos. E para receber as atualizações do Blog, com textos como esse, cadastre gratuitamente agora seu Email. Sempre que novos textos forem publicados você receberá em seu Email um aviso. Muito obrigado pelo apoio.

Delivered by FeedBurner

---------------------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigado pela participação no Blog. Jesus te abençoe.
Você pode comentar usando o Facebook no campo acima, ou comentar usando uma conta do Google aqui :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...