quinta-feira, 4 de agosto de 2016

A World Vision (Visão Mundial) disse estar em choque, depois que seu representante em Gaza foi acusado de ajudar o Hamas.



A World Vision,(Visão Mundial)  uma das maiores organizações de ajuda humanitária cristã do mundo, disse que “não tem nenhuma razão ... neste momento" para acreditar que o seu gerente de operações em Gaza canalizou  dezenas de milhões de dólares em doações para  a ala militar do Hamas, como oficiais de segurança israelenses disseram.

A organização afirmou em um comunicado nesta  quinta-feira (04 de agosto) que estava "chocada" ao saber que o Shin Bet, serviço de segurança interna de Israel, acusou Mohammad El Halabi de fornecer  apoio ao Hamas.

O Shin Bet disse em um comunicado que durante os interrogatórios durante as últimas seis semanas, Halabi admitiu ser um ativista do Hamas e usou sua posição "para desviar fundos e recursos da organização humanitária aos necessitados para beneficia os  terroristas do Hamas e atividades militares."

A agência de segurança disse que "dezenas de milhões de dólares" em doações financiaram armas, túneis  de "terror" em Israel, uma base militar do Hamas e os salários dos militantes do Hamas.
EUA e Israel consideram o Hamas, que governa a Faixa de Gaza, uma organização terrorista.

World Vision, cujo orçamento em todo o mundo é cerca de US $ 3 bilhões, disse que os programas de Gaza "têm sido objeto de auditorias regulares interna e independente, avaliações independentes, e uma ampla gama de controles internos visando assegurar que as doações cheguem aos beneficiários pretendidos e serão  usados ​​em conformidade com as leis aplicáveis ​​e requisitos dos doadores ".
A organização disse que "com base na informação disponível para nós, neste momento, não temos nenhuma razão para acreditar que as alegações são verdadeiras".


Mas Nitsana Darshan-Leitner, presidente da Shurat HaDin, um instituto de direitos legais israelense que fornece representação e recursos para as vítimas de ataques terroristas palestinos, disse que as acusações do Shin Bet não deveriam ser surpresa para a liderança da World Vision.

"Durante anos, temos vindo a alertar que a World Vision  está financiando grupos terroristas palestinos em Gaza. A  World Vision tem repetidamente negado as acusações e se recusou a investigar seriamente, onde seus recursos estão indo. Quem sabe quantos dos mísseis do Hamas e ataques de esfaqueamento foram financiados pela World Vision depois que eles foram alertados  de que eles estavam financiando terror palestino ".

Darshan-Leitner disse  que uma parte da assistência a Gaza por organizações de ajuda externa "é diretamente responsável pelo assassinato de dezenas de judeus em Israel."
Gerald Steinberg, presidente da ONG Monitor, um grupo de vigilância de Israel, concordou.
“O Hamas não poderia construir esses túneis terroristas e executar suas operações sem o financiamento de organizações de ajuda humanitária estrangeiras", disse Steinberg.

A World Vision, que presta assistência a crianças palestinas por quatro décadas, disse que vai "analisar cuidadosamente qualquer evidência que é apresentada e tomará as medidas adequadas”. Continuamos a apelar para um processo legal justo ".
Michele Chabin

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Gostou? Compartilhe com seus amigos. E para receber as atualizações do Blog, com textos como esse, cadastre gratuitamente agora seu Email. Sempre que novos textos forem publicados você receberá em seu Email um aviso. Muito obrigado pelo apoio.

Delivered by FeedBurner

---------------------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigado pela participação no Blog. Jesus te abençoe.
Você pode comentar usando o Facebook no campo acima, ou comentar usando uma conta do Google aqui :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...