domingo, 6 de novembro de 2016

Evento de estudantes conservadores provoca polêmica ao protestar contra as políticas de "Ação Afirmativa".




Um evento para venda de biscoitos e outros produtos na Universidade do Texas esta semana causou grande polêmica.

Organizado pela organização Jovens Conservadores de Texas (YCT), o evento provocou protestos no campus e online, com uma lista de preços que cobrava preços diferentes pra cada grupo, homens asiáticos US $ 1,50 por biscoito, seguido por um preço um pouco mais baixo para mulheres asiáticas. Em seguida estavam diminuindo  preços para os brancos, afro-americanos e hispânicos, com os nativos americanos recebendo biscoitos gratuitamente. 
O grupo ja realizou essa ação em 2013.

O grupo disse em sua página do Facebook  que "acredita que todas as instituições governamentais são constitucionalmente proibidas de discriminar com base em raça em todas as circunstâncias, incluindo a ação afirmativa." O preço diferenciado"destina-se a ilustrar essa política desastrosa que humilha as minorias em nosso campus, colocando rótulos de raça e gênero em suas realizações", disse a Organização"

Protestos no campus e online

A reação foi imediata. Centenas vieram para protestar contra a venda, e as críticas também vieram da universidade em si. Vice-Presidente da Universidade  para a Diversidade e Comunidade ,Dr. Gregory J. Vincent chamou métodos do grupo de "inflamatório e degradante".

Em um grupo no Facebook sobre a venda, a reação foi principalmente negativa. "Isto é ofensivo, ignorante, , imprecisas e intolerante", escreveu o usuário  Kei Sha.

"Deve ser por isso que eu sempre confundo 'conservador' com 'fascista'", comentou Rachel Harvey.

Outros apoiaram o esforço do grupo para demonstrar como ação afirmativa é injusta.
"Como uma mulher latino-americana, aplaudo este esforço de expor a verdade. A ação afirmativa é racista e injusta", escreveu Karina Crayton.



Em uma declaração sobre a venda de biscoitos, a YCT explicou o seu descontentamento com o Supremo Tribunal em anular a proibição de 1996 sobre ação afirmativa no Texas em 2003.

"É insano que o racismo institucional, tais como ação afirmativa, continua a permitir às universidades para me julgar pela cor da minha pele, em vez de minhas ações ..” YCT-UT não será dissuadido por elites liberais (Nota: Nos EUA o termo “liberal” quer dizer esquerdista) que adorariam nada mais do que silenciar vozes de bom senso conservador no campus ", disse o presidente do grupo, Vidal Castañeda.

Em junho, o Supremo Tribunal confirmou o plano de ação afirmativa da Universidade  como um direito constitucional.
"É obrigação permanente da Universidade de se envolver na deliberação constante e reflexão contínua sobre as suas políticas de admissão", escreveu o juiz Anthony Kennedy .

O presidente Barack Obama apoiou a decisão, dizendo que reconhecer a diversidade é um passo importante em direção à igualdade. "Nós não somos um país que garante resultados iguais mas nós nos esforçamos para fornecer um início igual a todo mundo. E é isso que foi confirmada hoje", disse Obama.
(CNN)


COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Gostou? Compartilhe com seus amigos. E para receber as atualizações do Blog, com textos como esse, cadastre gratuitamente agora seu Email. Sempre que novos textos forem publicados você receberá em seu Email um aviso. Muito obrigado pelo apoio.

Delivered by FeedBurner

---------------------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigado pela participação no Blog. Jesus te abençoe.
Você pode comentar usando o Facebook no campo acima, ou comentar usando uma conta do Google aqui :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...