domingo, 18 de dezembro de 2016

É a temporada dos direitos dos animais

(EUA) Nesta época do ano, muitas vezes vemos animais submetidos a  tratamentos cruéis ou tratados como adereços vivos para nosso divertimento.

Uma empresa do Japão anunciou recentemente que estava cancelando seu plano mal-concebido para treinar renas para entregar pizza, após uma campanha da PETA Ásia. E apenas esta semana, um homem foi acusado de abusar de um camelo que fazia parte da cena viva de Natividade de um hospital em Pikeville, Kentucky.

Com compras on-line batendo recorde, empresas estão fazendo todos os esforços para atrair clientes. Mas enquanto os compradores podem escolher se querem ou não ficar em longas filas e encarar as multidões, os animais usados ​​em promoções de férias enfrentam uma temporada de Natal sombria.

Natal pertence ao shopping - mas renas não. Elas ficam facilmente estressadas ​​quando transportadas e colocadas em exposição pública. Elas não gostam de serem acariciadas, aproveitada, ou forçadas a "puxar" trenós.

Esses animais grandes e fortes tendem a ser esquisitos e imprevisíveis, e pesquisas mostraram que estresse, exaustão e má nutrição podem levá-los a desenvolverem doenças respiratórias, incluindo pneumonia.
Estacionamentos não são lugar para cavalos, mas muitos centros comerciais oferecem passeios de carruagem puxada por cavalos em um esforço equivocado para adicionar um sabor à moda antiga para as férias. Sendo apanhados no meio do tráfego de férias e expostos a ruídos surpreendentes, como de carro e buzinas podem fazer cavalos ficarem  ansiosos e com medo.

Mas a temporada para os donos de animais para ganhar dinheiro é curto, então eles não dão pausas suficientes para os cavalos. Eles podem acabar sobrecarregados, exaustos, com fome e sede. Muitos sofrem de dor nas pernas depois de andar no asfalto duro durante todo o dia ou  através de lama e gelo.

Cavalos e seres humanos foram gravemente feridos - e até mortos - quando os cavalos ficaram assustado ,ou quando colisões entre carros e carruagens ocorreram.Quatorze pessoas em um passeio de carruagem de férias na Virgínia há vários anos foram hospitalizadas depois que um carro bateu nelas, ejetando o motorista e fazendo com que os cavalos corressem 100 metros antes de finalmente baterem um poste.
Forçar os animais a participar de cenas de natividade e shows festivos contradiz tudo o que essa  época representa.

Ao longo dos anos, camelos, ovelhas e burros que foram utilizados como adereços em exposições de férias foram atacados por cães ou alvo de pessoas cruéis. Um homem da Virgínia Ocidental foi preso depois que foi apanhado tendo relações sexuais com uma ovelha que estava sendo usada em uma creche. Assustados e confusos, os animais às vezes escaparam, apenas para serem atingidos e mortos no trânsito.
Funcionários em Charleston, SC, decidiram parar de usar animais na cerimônia de iluminação da árvore  de natal da cidade depois que um animal ficou estressado  por um canhão de confetes e multidões tirando fotos em flash.

Presépios que exibem animais vivos não são mesmo historicamente precisos. Na biografia de Jesus Cristo do Papa Emérito Bento XVI, ele aponta que, ao contrário da crença popular, não havia bois, camelos, burros ou outros animais de qualquer tipo na manjedoura.
As crianças não devem receber a mensagem de que os animais podem ser usados ​​como adereços, não importa quão altruísta seja a intenção. Elas podem aprender a apreciar outros seres vivos, assistindo a filmes da natureza, visitando santuários respeitáveis, e simplesmente observando a vida selvagem em parques, bosques e lagos.

A magia da temporada de férias não será diminuída para as crianças terminando a exploração de animais, mas para os animais fará um mundo de diferença.
Nesta época do ano, a boa vontade toma o centro do palco, e há muitas maneiras de celebrar que não comprometem o bem-estar dos animais, forçando-os a participar em exposições de Natal confuso e estressante.

Durante este período festivo, os leitores  podem  estender a mão de compaixão para todos, recusando-se a patrocinar a foto de renas, passeios de carruagem e presépios que utilizem animais .

Ben Williamson é diretor sênior de mídia internacional da People for the Ethical Treatment of Animals-PETA)

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Gostou? Compartilhe com seus amigos. E para receber as atualizações do Blog, com textos como esse, cadastre gratuitamente agora seu Email. Sempre que novos textos forem publicados você receberá em seu Email um aviso. Muito obrigado pelo apoio.

Delivered by FeedBurner

---------------------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigado pela participação no Blog. Jesus te abençoe.
Você pode comentar usando o Facebook no campo acima, ou comentar usando uma conta do Google aqui :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...