sábado, 7 de janeiro de 2017

Conheça os 6 Líderes Religiosos que vão orar na posse de Donald Trump.



Quando o presidente eleito Donald Trump caminhar até o local da cerimônia no dia da posse,ele será acompanhado por seis líderes religiosos - mais do que qualquer de seus antecessores tiveram em suas inaugurações. Esses líderes de fé oferecerão orações, declarações e bênçãos para a ocasião importante.

Os presidentes que são eleitos sempre selecionam líderes religiosos para oferecer suas bênçãos no dia da inauguração, e esses líderes são muitas vezes um guia espiritual pessoal para o político ou um representante dos valores que o presidente eleito levará para o cargo.

Os seis líderes escolhidos para a inauguração de Trump vêm de um conjunto de fé diferentes, e eles incluem evangélicos, um líder católico, um rabino judeu e a primeira mulher Líder Religiosa a participar da Oração na Posse. Alguns já têm estado no centro das controvérsias , e outros têm enfrentado reação de suas comunidades de fé por concordar em participar da posse de Trump. Alguns falaram contra as políticas propostas do presidente eleito durante a campanha, enquanto outros tentaram permanecer neutros . No dia 20 de janeiro, todos estarão ao lado de Trump, como o 45º presidente dos Estados Unidos.

Deslize para baixo para saber mais sobre os seis líderes religiosos selecionados para participar da inauguração:


Paula White

Televangelista Paula White passou boa parte da campanha presidencial de 2016 trabalhando para convencer os evangélicos a votarem para Donald Trump. E em 20 de janeiro, ela irá oferecer uma oração no Dia de Inauguração quando ela se junta a Trump no palco. Myrlie Evers-Williams, uma leiga e viúva do líder dos direitos civis Medgar Evers, foi a primeira mulher a entregar uma oração inaugural, por ocasião da segunda posse do presidente Barack Obama em 2013.  A Rev. Sharon Watkins anteriormente se tornou a primeira mulher líder religiosa a oferecer orações  no Serviço Nacional de Oração em 21 de janeiro de 2009, um dia depois de Obama ser empossado primeiro como presidente.

Paula White prega o evangelho da prosperidade, que ensina que Deus recompensa os verdadeiros crentes com a riqueza material. Seu website encoraja seguidores a enviar uma “semente” para o Todo-Poderoso na forma de uma doação monetária, sugeriu no valor de US $ 115. Em 2007, ela estava entre um grupo de televangelistas investigado pelo Senado, os relatórios mostraram  gastos extravagantes. A investigação foi arquivada  três anos depois.


Rabino Marvin Hier

O rabino Marvin Hier será o primeiro rabino a ferecer uma oração em uma inauguração desde 1985. Hier é o decano e fundador do Centro Simon Wiesenthal , uma organização global de direitos humanos que trabalha para combater o anti-semitismo. Em sua seleção para participar da inauguração, Hier disse ao The Washington Post : “É uma honra especial, que mostra a grandeza da América.”

Muitos ativistas dos direitos humanos e membros da comunidade judaica americana criticaram  a decisão de Hier para participar do evento, especialmente tendo em conta que o Rabino criticou a  intolerância do Trump . A petição Change.org apelou a Hier, cujos pais fugiram do  anti-semitismo na Polônia e se mudou para os Estados Unidos antes do Holocausto, a desistir do processo.


Bispo Wayne T. Jackson

Como Paula  White, Bispo Wayne T. Jackson também foi conhecido por pregar o evangelho da prosperidade em sua igreja a Detroit church Great Faith Ministries International. Ao contrário de Paula White, Jackson é um antigo democrata que tem contribuído para campanhas democratas ao longo dos anos.
Por essa razão, muitos republicanos negros recuaram quando a campanha de Trump selecionou Jackson para hospedar o então candidato como parte dos esforços de divulgação para os negros. Trump visitou a igreja de Jackson em um evento de setembro, que o pastor disse que não era um endosso, mas sim “uma oportunidade como uma comunidade para obter respostas a perguntas que afetam seriamente nossas vidas diárias e futuro.” Durante o evento, Jackson apresentou Trump com um talit, ou xale de oração judaica, atraindo confusões e críticas de alguns comentaristas judeus. Mas como a Anthea Butler depois observou , os pregadores do evangelho da prosperidade frequentemente utilizam o artigo judeu da fé como “um símbolo de graça e poder de Deus.”


Rev. Franklin Graham

O reverendo Franklin Graham, presidente da organização cristã Samaritan’s Purse, bem como a Associação Evangelística Billy Graham, oferecerá uma leitura bíblica na inauguração de Trump. Será a terceira posse de Graham - depois de ter ajudado seu pai Billy Graham na segunda inauguração do presidente Bill Clinton em 1997 e oferecendo a oração na primeira inauguração do presidente George W. Bush em 2001. Graham teve o cuidado de manter suas preferências políticas para longe  ao longo da campanha, mas depois de um dia da eleição, ele deixou claro que ele acreditava o próprio Deus tinha escolhido o vencedor.

As opiniões de Graham, particularmente sobre os muçulmanos e a comunidade LGBT, provocaram reação no passado. Meses antes de Trump propor uma proibição de muçulmanos entrarem no país, Graham publicamente lançou a ideia no Facebook. E nos últimos anos, o líder cristão tem reivindicado  que gays poderiam ir para o céu somente se eles se arrependerem.


Cardeal Timothy Dolan

O cardeal Timothy Dolan, arcebispo de Nova York, sentou-se entre Donald Trump e Hillary Clinton em um evento de gala Católica em outubro e depois refletido na atmosfera “gelada” entre os dois. Em sua parte, Dolan tinha permanecido bastante neutro durante toda a eleição, falou somente para criticar a postura de Trump sobre a imigração. Após o anúncio de que ele estaria falando na inauguração, Dolan disse que estava “honrado”.

“Estou honrado por ter sido convidado para oferecer uma leitura da Escritura na próxima posse presidencial, e estamos ansiosos para pedir a Deus Todo-Poderoso para inspirar e guiar nosso novo presidente e continuar a abençoar a nossa grande nação”, ele disse em um comunicado .


Reverendo Dr. Samuel Rodriguez


Reverendo Dr. Samuel Rodriguez, presidente da Conferência de Liderança da National Hispanic Christian, criticou os comentários preconceituosos de Trump sobre os imigrantes durante a campanha, mas afirmou que  o então candidato não era racista, apesar de chamar imigrantes mexicanos “estupradores” e “criminosos”. Em dezembro, Rodriguez disse em uma declaração : “Eu gostei de conhecer o presidente eleito Trump e sua equipe ao longo de muitos meses.”

“É com profunda gratidão que agradeço ao Presidente eleito Trump e ao Vice-Presidente eleito Pence por me concederem o privilégio de participar da cerimônia de posse em 20 de janeiro. Não há verdadeiramente maior honra do que servir ao País de maneira tão especial em uma ocasião tão importante “, disse ele.

(HP Religion)

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Gostou? Compartilhe com seus amigos. E para receber as atualizações do Blog, com textos como esse, cadastre gratuitamente agora seu Email. Sempre que novos textos forem publicados você receberá em seu Email um aviso. Muito obrigado pelo apoio.

Delivered by FeedBurner

---------------------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigado pela participação no Blog. Jesus te abençoe.
Você pode comentar usando o Facebook no campo acima, ou comentar usando uma conta do Google aqui :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...